Publicidade

Em virtude dos constantes problemas de suprimento da moeda em SRD e USD, os bancos do Suriname ajustaram os limites diários de saques nos caixas eletrônicos (ATMs). Porém, a quantia liberada para o cliente é definida, individualmente, por cada instituição financeira.

A Associação de Banqueiros do Suriname recomenda às pessoas que façam uma consulta individual. Com a mudança, os bancos esperam retomar o fluxo normal da moeda em espécie. “Os bancos lamentam ser mais uma vez confrontados com as consequências do problema do numerário”, disse, em nota, a entidade.

Publicidade

“Existe uma estreita cooperação com o Banco Central do Suriname e todas as outras partes interessadas a fim de encontrar uma solução estrutural para este problema persistente. A escassez de SRDs e USD em dinheiro não tem mais consequências para os pagamentos sem dinheiro”, concluiu.

Os bancos ainda fizeram um apelo: “faça o máximo uso possível das várias soluções de pagamento digital e sem dinheiro, como banco online e móvel, e-wallets e POS”. Eles também pedem aos varejistas que disponibilizem opções de pagamento em pontos de venda e as ofereçam aos clientes.

Comentar

Comentar