O anúncio está sendo divulgado pela empresa responsável pelo serviço, Canawaima Management Company.

O comunicado da empresa foi emitido na manhã desta quinta-feira, 28 de dezembro.

Publicidade

De acordo com a empresa, o serviço ficará interrompido no período de 6 a 14 de janeiro de 2018 para que a única balsa que faz a travessia receba reparos necessários. O anúncio da interrupção do serviço deixou muitas pessoas que dependem do serviço descontentes porque a empresa não oferece nenhuma alternativa para fazer a travessia.

O gerente da Canawaima Management Company, Mohamed Sultan disse que todos os dias a balsa é rebocada por outro navio que gera um custo para a empresa de US 15.000 por mês pelos custos de reboque e as hélices da balsa foram danificadas por redes de pesca que são jogadas no canal de navegação. Além disso, a balsa que já é antiga também enfrenta problemas mecânicos. Mohamed explicou que o custo total a ser gasto com serviço de manutenção e reparos será da ordem de US$ 150.000 para que a balsa volte fazer a conexão entre o Suriname e a Guiana.

Foto: guyana-tourism.com

Deixe o seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar