Foto: Rodolfo Pessoa

Um movimento aéreo muito incomum foi registrado entre essa quarta e quinta-feira, 28 e 29 de dezembro, no espaço aéreo brasileiro, com a rara passagem de um avião ATR 72 da grande companhia norte-americana Federal Express, a FedEx.

Embora a maior empresa aérea cargueira do mundo tenha operações regulares no Brasil, seus voos, no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), são feitos com os jatos Boeing 767-300F.

Os bimotores turboélices ATR 72 são empregados em rotas regionais, um serviço aéreo que a FedEx não disponibiliza atualmente no Brasil. No passado, a empresa já baseou aviões turboélices Fokker 27 em Campinas, para voos regionais à Argentina via Porto Alegre, mas, já há muitos anos, optou por manter apenas a ligação aérea entre seu hub de Memphis, nos EUA, e o Aeroporto de Viracopos.

Assim sendo, a rara movimentação do ATR 72 dessa semana não é uma operação cargueira no país, e nem a retomada desse segmento de transporte aéreo no Brasil, mas apenas uma operação de translado.

Conforme as imagens que ilustram essa matéria, captadas por Rodolfo Pessoa e publicadas em seu perfil @spotter.sbfz, o ATR 72-600F é o registrado sob a matrícula francesa F-WNUF, que pousou no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza.

Comentar

Comentar