O número de casos de diarreia e vômitos aumentou ligeiramente nas últimas semanas no Suriname.

“A situação não é alarmante porque essas situações ocorrem quando há mudanças climáticas, como chuva na estação seca.” disse Bobby Ramautar, porta-voz associação de médicos RGD neste sábado, 8 de julho.

Publicidade

“Esta semana eu tive um ou dois casos na clínica, como no período anterior. Também na emergência do Hospital acadêmico de Paramaribo houve um aumento significativo”, informou o Dr. Henry Soeropawiro, da Associação de Médicos RGD. Ramautar afirma que as crianças e os idosos são os mais vulneráveis, porque entre outros fatores, nestes casos, a baixa resistência imunológica desempenha um papel importante. O médico especialista afirma que a doença, tanto quanto possível pode ser evitada com uma boa higiene.

As doenças podem ser contraídas por água contaminada ou por uma infecção viral. O médico aconselha que em casos de diarreia acompanhada de vômitos, o paciente deve procurar ajuda do médico o mais rapidamente possível para evitar a desidratação que pode evoluir para um caso mais sério.

O médico chama a atenção para algumas clínicas que ficam abertas até tarde da noite, tais como as clínicas localizadas em Lelydorp e no Latour. “Muitas vezes, quando perguntamos porque os pais não levaram a criança ao médico no fim de semana, eles dizem que não sabiam que a clínica estava aberta”, explicou Bobby Ramautar, porta-voz associação de médicos RGD.

Bron: DWT

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar