A notícia preocupa as autoridades, visto que recentemente o governo de Serra Leoa chegou a suspender a quarentena contra o vírus.

O número de novos casos de contaminados pelo vírus ebola aumentou na Guiné e em Serra Leoa pela segunda semana consecutiva, anunciou nesta quarta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS). A notícia preocupa as autoridades, visto que recentemente o governo de Serra Leoa chegou a suspender a quarentena contra o vírus. A medida foi feita devido ao então retrocesso da epidemia no país.

Publicidade

Durante a primeira semana de junho, foram diagnosticados 15 novos casos em Serra Leoa. Na Guiné, 16.

Trata-se da segunda semana consecutiva de aumento nestes dois países. Durante os últimos sete dias de maio foram 13 novos casos na Guiné — 30% a mais em relação à semana anterior. Em Serra Leoa, houve 12 novos casos — um crescimento quatro vezes maior em relação à semana anterior.

Não apenas o número de casos tem aumentado, mas as áreas geográficas relevantes têm se expandido na Guiné, afetando, em particular, a capital, Conacri. A doença também reapareceu no distrito de Kindia, ao leste de Conacri.

Desde o início da epidemia, há 18 meses, 869 profissionais de saúde foram afetados pelo vírus em Serra Leoa, Guiné e Libéria, dos quais 507 morreram. Ao todo, a OMS registrou 27.237 casos da infecção, incluindo 11 158 mortes. A epidemia tem afetado principalmente Guiné, Serra Leoa e Libéria, oficialmente livre do vírus desde 9 de maio.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar