O corpo carbonizado de uma mulher encontrado pela polícia dentro de um carro que estava em chamas no sábado, 10 de janeiro, já foi identificado. Trata-se do corpo de uma dominicana casada com um brasileiro.

A reportagem da LPM NEWS esteve na residência da família da vítima situada na rua Patatawiwiriweg nº 3, bairro Nieuwe Charlesburg em Paramaribo, e obteve informações mais detalhadas a respeito deste crime bárbaro ocorrido neste último final de semana.

Publicidade

A vítima chamava-se Equidane Fernandes Santana, de 25 anos de idade, de nacionalidade dominicana e segundo informações do marido da vítima, Geraldo da Silva Alves, o casal mantinha um relacionamento estável por cerca de cinco anos, mas há sete meses atrás casaram-se oficialmente no Brasil. Geraldo contou para a reportagem da LPM NEWS que sua esposa estava em casa no dia do crime, cuidando do filho de apenas 3 meses de vida quando recebeu o telefonema de um amigo da família pedindo ajuda porque sua moto havia quebrado.

“Eu não tinha amizade com ele porque ele era surinamês e não falava português. Ele tinha amizade com a família da minha mulher porque o padrasto da minha esposa, que era policial, serviu na polícia junto com ele. Ele esteve em casa por volta das 21:00 hs na noite de sábado, foi embora na moto dele e depois ligou pedindo ajuda porque a moto havia quebrado”. Disse o marido da víitima, visivelmente abalado com a morte violenta da esposa.

O homem a quem Geraldo se refere, é um policial surinamês conhecido pelo apelido de “Parbo”, que segundo informações da família da vítima, está preso pelo fato de que existem evidencias que ligam o policial a morte da dominicana. Geraldo suspeita que sua esposa ao sair de casa para ajudar o policial, tenha sido vítima de assedio sexual e diante da recusa de sua esposa, o policial a tenha assassinado.

A polícia está investigando o caso e o marido e a família da vítima querem justiça pela morte da dominicana que deixou órfão uma criança de apenas 3 meses de vida.

Geraldo informou também que já foi comunicado pela tradutora da policia e que esta semana aguarda ser chamado para a liberação do corpo para sepultamento. A LPM NEWS estará acompanhando o desenrolar deste caso e informando aos leitores nas próximas publicações.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar