A Paralisação iniciada pela Associação de Médicos do Suriname (VMS) foi suspensa. Para o presidente, Desi Bouterse, foi acordado que as ações serão suspensas até quinta-feira, 18 de julho, para que o Chefe de Estado possa ter um pouco mais de espaço para coordenar alguns pontos cruciais dentro do governo.

O ministro da Saúde e Gestão, o Conselho Nacional dos Hospitais, a Administração do Fundo de Saúde do Estado e o Conselho da Associação de Médicos do Suriname (VMS), realizaram uma reunião no sábado 13 de julho por iniciativa do Conselho Nacional dos Hospitais (NZR) e no domingo, 14 de julho reuniram-se com o Presidente Desi Bouterse em conexão com a paralisação dos clínicos gerais e especialistas do VMS.

As partes discutiram detalhadamente os pontos cruciais, muitos dos quais foram resolvidos e para os quais os acordos foram celebrados. Também foi acordado incluir um silêncio da imprensa. A população aguarda a normalização dos serviços de saúde.

Foto: LPM

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar