Vishmohanie Thomas — Foto: Luiz Paulo

A Associação Surinamesa de Jornalistas (SVJ) lamentou que o diálogo anunciado com o governo para trabalhar um bom relacionamento com a categoria e meios de comunicação não tenha ocorrido. O SVJ divulgou em carta aberta que a garantia do direito à liberdade de expressão e liberdade de imprensa foi violada e não cumprida no período passado. A entidade, mais uma vez, insta o governo a iniciar um diálogo sobre a liberdade de imprensa no Suriname.

Leia a carta aberta do SVJ aqui:

Publicidade

No período recente, ocorreram alguns eventos em que tanto a garantia do direito à liberdade de expressão quanto a liberdade de imprensa foram violadas e não cumpridas. Pelo contrário, este direito fundamental é limitado pela atitude das autoridades. O SVJ considera importante que haja discussões sobre isso entre o governo, o SVJ e os meios de comunicação. A associação dos jornalistas lamenta que o diálogo anunciado com o governo para trabalhar o bom relacionamento com os jornalistas e os meios de comunicação não tenha sido concretizado. Não houve resposta às cartas do SVJ sobre isso.

O diálogo é necessário porque, apesar das promessas e compromissos do vice-presidente, seu relacionamento com os jornalistas não melhorou. O ministro indicou que acredita que jornalistas e meios de comunicação independentes não são importantes para fornecer informações à comunidade. Parece também que o vice-presidente não entendeu que o boicote realizado anteriormente pelos jornalistas era contra ele por causa de suas ações e declarações em relação a eles. O boicote nunca falhou com a sociedade em seu direito à informação.

A sociedade, a mídia e a Assembleia Nacional desaprovaram com razão o comportamento antiético de alguns jornalistas. No entanto, é uma pena que, ao mesmo tempo, tenha sido feito um apelo à aplicação de sanções a este respeito. A SVJ gostaria de salientar que o direito à liberdade de expressão e liberdade de imprensa são garantidos por lei. Isso significa sem interferência e sem risco de perseguição política e sanções. Isso é importante para a experiência democrática. A legislação oferece sanções suficientes para violações das leis.

A SVJ chama a atenção da sociedade que é uma organização social com estatutos, regimento interno e código de conduta para seus membros. Nos casos em que os membros não cumprem as regras da associação, são tomadas medidas corretivas e preventivas de acordo com as regras prescritas.

Em nome do SVJ,

Vishmohanie Thomas (presidente)
Jason Pinas (secretário)

 

Comentar

Comentar