Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um professor de língua francesa, de 31 anos, foi preso em flagrante nesta terça-feira  acusado de ter praticado assédio sexual contra uma aluna adolescente, de 17 anos, dentro de escola em Oiapoque, no Norte do Amapá. A Polícia Civil foi procurada pela vítima, e abriu investigação para apurar as circunstâncias.

O homem, que negou as acusações, foi liberado após pagar fiança de R$ 2,5 mil. As informações foram divulgadas pelo delegado Charles Corrêa, que ouviu a vítima que foi até a delegacia acompanhada da mãe.

Conforme o delegado, o assédio ocorreu na sala dos professores, no dia do aniversário da adolescente. Uma testemunha teria afirmado que a estudante ficou sozinha com o acusado no local, que fica numa escola municipal de ensino fundamental.

“O professor a chamou para a sala dos professores para que ela apresentasse um trabalho. Quando ela se dirigiu a essa sala, este professor estava na companhia de outro aluno e pediu que esse outro aluno saísse da sala pra ficar só com essa aluna. A aluna reportou que neste momento, quando estava só os dois na sala, esse professor tentou agarrá-la, beijá-la, e em dado momento uma professora abriu a porta e ele se assustou, parou com esse ato e ela conseguiu se desvencilhar desse professor”, pontuou o delegado.

A Polícia Civil ressalta que o depoimento da vítima tem grande valor e que o da testemunha corroborou para a investigação e levou à prisão do suspeito.

“Nesses casos, vale muito a palavra da vítima. Nós diligenciamos atrás dele, o capturamos. Ele não demonstrou resistência e, na nossa concepção, ele realmente cometeu esse ato então a gente lavrou o flagrante dele por assédio sexual com pena aumentada em razão de a vítima ser menor de idade”, afirmou o delegado.

A identidade do professor não foi divulgada pela Polícia Civil.

Comentar

Comentar