O homem que assassinou os pais no dia 16 de julho do ano passado corre o risco de receber uma pena de 35 anos de prisão.

Foi o que pediu o Ministério Público (OM Openbaar Ministerie), na segunda-feira, 13 de julho, contra o acusado. O homem atacou a mãe e o pai  com um facão. O acusado também colocou fogo na casa em que vivia com as vítimas e depois tentou se matar.

Publicidade

De acordo com o réu, vozes ordenaram que ele praticasse essa barbárie. O homem estava com raiva dos pais porque eles se recusaram a deixar a casa que ele havia construído no Suriname, quando morava na Holanda. Segundo o próprio acusado confessou a policia, os pais se mudarem para a casa com o entendimento de que, quando ele voltasse da Holanda para morar na casa os pais deveriam deixar a residencia. No entanto isso não aconteceu e quando o acusado falava que precisava da casa era expulso do local pelo pai.

Quando a mãe decidiu ficar ao lado do pai, o homem de 55 anos de idade, ficou perturbado e de repente começou a ouvir vozes que mandavam que ele matasse os pais e depois cometesse suicídio.

Este incidente causou uma grande comoção na sociedade surinamesa pela violência praticada pelo assassino contra os seus pais. O caso continuará no dia 20 de julho deste ano.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar