epa03451648 A shopper walks past mostly empty shelves in the beverage section of a grocery store that was depleted ahead of Hurricane Sandy, in Alexandria, Virginia, USA, 29 October 2012. US President Barack Obama urged residents to follow warnings from local officials as hurricane Sandy barrels toward the East Coast. Many areas from the mid-Atlantic to Northeast have declared a state of emergency as Sandy is expected to bring flooding and widespread power and commuication outages. EPA/MICHAEL REYNOLDS

Rafaela Marquezini está na cidade do estado da Flórida, de férias com a família. Ela contou que a população tem feito estoque de água e comida, mas que as pessoas continuam saindo de casa.

apresentadora da TV Gazeta, no Espírito Santo, Rafaela Marquezini, está na Flórida, nos Estados Unidos, onde há previsão de que o Furacão Irma, de grandes proporções, chegue ao país no sábado (9). Ela contou que a população tem se preparado fazendo estoques de água e comida, mas que as ruas continuam cheias.

Publicidade

O furacão, que já é mais forte registrado no Atlântico, tem deixado um rastro de destruição. Já foram pelo menos 17 mortes no Caribe, por onde já passou. Autoridades acreditam que o impacto na costa dos Estados Unidos será “devastador”. Empresas aéreas estão cancelando voos chegando ou partindo da Flórida.

SIGA: informações sobre o furacão Irma em tempo real

Rafaela está na cidade de Orlando, localizada no estado da Flórida, desde a segunda-feira (4). Ela contou que ficou surpresa com a movimentação na cidade.

“Eu estava em Nova York, onde fiquei por 10 dias. Quando cheguei em Orlando, não sabia o que estava acontecendo. Levei um susto na própria segunda-feira. Vi que todo mundo estava pegando água, muita água. Não entendi nada e fui conversar com uma brasileira que mora aqui. Ela me explicou do furacão e disse que as pessoas estão estocando água e comprando muitos enlatados, frutas em conserva, milho, peixe, tudo que pode ser consumido sem levar ao fogão”, disse.

A apresentadora também relatou que os supermercados já estão com as prateleiras vazias. “Eu estou aqui em um dos maiores supermercados de Orlando e a prateleira vazia atrás de mim é de água mineral. Não tem água mineral aqui em Orlando. A gente rodou alguns supermercados e não está achando água para comprar”.

A alternativa, segundo Rafaela, é comprar outras bebidas que podem ser consumidas no lugar da água. “O que tem aqui são alguns produtos que as pessoas estão começando a consumir, como água de coco, água com sabor, água com gás”, disse.

 

Apesar da falta de alguns produtos nos supermercados, Rafaela contou que a situação é tranquila na cidade. “As ruas estão cheias de gente, mas as pessoas fazem essas compras de água e comida para se precaver. A vida aqui em Orlando continua, as pessoas continuam saindo nas ruas, frequentando o comércio. Os parques, que são o principal ponto turístico da cidade, estão abrindo normalmente, estão cheios de brasileiros”, completou.

Rafaela continua em Orlando até o dia 14 de setembro, portanto, estará a cidade durante a passagem do furacão. “Vou continuar mandando notícias e espero que sejam boas e que esse furacão traga o mínimo de dano possível por aqui”, finalizou.

Fonte: G1

Comentar

Comentar