As aldeias do Suriname estão proibidas de receber pessoas de fora e todos os seus integrantes estão recebendo orientações de como manter-se protegido da Covid-19. A maioria das informações estão sendo repassadas pelas redes sociais. O país, atualmente, tem mais de 50 casos confirmados do vírus.

Na vila de Grangkreek, por exemplo, o conselho demarcou um aviso na entrada, com informações sobre o fechamento das 18h até 6h. “Essa iniciativa vem dos jovens”, diz a chefe da vila, Angelique Palmtak. “Os jovens também estão trabalhando para proteger o portão no contexto de turnos, para garantir que ninguém entre ou saia”, completou.

Publicidade

Os residentes que tiverem que voltar para casa mais tarde por causa do trabalho serão higienizados com os meios disponíveis. Aldeias como a vila de Bernard, Redi Doti, Kalebaskreek e Pikin Poika também adotaram medidas semelhantes através da mídia social, para proteger os moradores.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar