Um voo da Surinamese Aviation Company (SLM) sofreu um acidente enquanto desembarcava passageiros no Aeroporto Internacional de Miami, nos Estados Unidos, na madrugada desta quarta-feira (29).

De acordo com os passageiros, a parte traseira da aeronave, chamada tailcone (cone de cauda), teria se desprendido da aeronave e ativado a saída de emergência traseira do avião. O voo faria a rota entre Miami e Georgetown, capital da Guiana. Por conta do ocorrido, o voo foi adiado.

Por meio de nota, a SLM falou sobre o caso, que aconteceu com uma aeronave de uma companhia aérea contratada pela empresa para suprir a rota, a World Atlantic Airline.

“Após o pouso, estacionado no portão e quase pronto para o desembarque do passageiro, a saída de emergência traseira do avião da World Atlantic Airline foi acidentalmente ativada. Isso fez com que o ‘tailcone’ (cone de cauda) desta aeronave se desprendesse, o que também deveria acontecer quando fosse acionado.

A investigação sobre este incidente é conduzida principalmente pela World Atlantic Airline, que foi recentemente contratada pela Surinam Airways para operar voos na rota regional.

A Surinam Airways está conduzindo sua própria investigação sobre o incidente. Enquanto isso, a Surinam Airways aguarda o relatório oficial, enquanto os técnicos já estão sendo mobilizados para instalar o ‘tailcone'”, explicou a companhia.

Na mesma nota, a empresa afirma que os passageiros retidos em Miami serão transportados para Paramaribo, no Suriname, de onde serão deslocados ao destino final.

Segundo a SLM, os passageiros dos voos para Georgetown e Miami desta quarta-feira (29) serão informados posteriormente sobre os novos horários de voo.

Comentar

Comentar