As novas regras da UE (União Européia) para a exportação de produtos agrícolas, entrarão em vigor a partir de setembro de 2019, pretendendo que todas já estejam estabelecidas até dezembro deste ano. O Suriname exporta uma média de 50 toneladas de legumes por frete aéreo para a Holanda toda semana. As novas regras da UE têm um impacto direto na exportação destes produtos.

PUBLICIDADE

Para manter o atual mercado de exportação holandês, que ainda tem um enorme potencial de crescimento, o Suriname deve tomar uma série de medidas. A Associação dos Exportadores de Produtos Agrícolas do Suriname (VEAPS) pede ao governo que estabeleça um caminho que garanta a preservação da participação de mercado do Suriname na Europa e se possível estabeleça meios para ampliar ainda mais este caminho. Neste contexto, as partes interessadas devem implementar em conjunto uma política através da qual o Ministério da Agricultura, Pecuária e Pesca (LVV), assuma a liderança, definindo as linhas e tomando as medidas necessárias.

Na última semana de junho, os membros do conselho da VEAPS, Swami Girdhari e Riwaash Nanda, visitaram a Holanda e conversaram com a Autoridade Neerlandesa de Segurança de Produtos Alimentícios (NVWA), Wageningen University & Research (WUR) e GroentenFruithuis para se informarem mais sobre os novos regulamentos da UE e sobre as medidas que devem ser tomadas para garantir as exportações. Já com a posse das orientações e informações a VEAPS está organizando uma palestra e um painel de discussão para compartilhar todo o conteúdo das informações com seus membros, agricultores e outras partes interessadas do setor. A Palestra acontecerá nesta quinta-feira, 11 de julho. Pretende-se com isso inteirar  todos os participantes sobre a nova legislação da UE e o impacto que a mesma exercerá sobre as exportações de produtos agrícolas do Suriname para a União Européia.

Foto: LPM

Deixe seu comentário abaixo.