Prédio atingido por míssil em Kharkiv, Ucrânia / 01/03/2022 Serviço de imprensa do Estado Ucraniano/via REUTERS

A quarta rodada de negociações entre a Ucrânia e a Rússia, realizada nesta terça-feira (15) foi interrompida pela segunda vez seguida. O conselheiro presidencial e negociador da Ucrânia Mykhailo Podolyak afirmou que as conversas com os russos são um processo “muito difícil e viscoso”.

No entanto, o representante ucraniano considerou que “certamente há espaço para compromisso”. Podolyak disse que as negociações com os russos continuarão nesta quarta-feira (16), e que existem “contradições fundamentais” entre as duas partes.

Publicidade

Mais cedo, o conselheiro disse que a reunião com a delegação da Rússia teria como principais pautas a regulamentação geral, um possível cessar-fogo e acordos para a retirada de tropas da Rússia do território ucraniano. Na segunda (14), o encontro já havia sido paralisado para uma “pausa técnica”.

As conversas entre representantes dos dois países foram classificadas como “difíceis” pelo presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky. As reuniões têm como foco principal alcançar um possível cessar-fogo.

Os russos querem que a Ucrânia mude sua Constituição para resguardar neutralidade –fora da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan)–, além de considerar a Crimeia como território russo e reconhecer as repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk como territórios independentes.

Comentar

Comentar