Presidente Desi Bouterse diz que não defende ditadura na Venezuela

Presidente Desi Bouterse diz que não defende ditadura na Venezuela

O vice-presidente Ashwin Adhin participará da posse do presidente Nicolas Maduro, da Venezuela nesta quinta-feira, 10 de janeiro.

Em uma coletiva de imprensa, o presidente Desi Bouterse disse que o Suriname não está tentando defender a Venezuela.

“Não é sobre ideologia. Estes são acordos e princípios internacionais que o Suriname adota. Internacionalmente, eles prescrevem que os presidentes legitimamente eleitos dentro da constituição devem sempre ser defendidos dentro de sua constituição”, disse o presidente Desi Bouterse.

Maduro inicia nesta quinta-feira seu segundo mandato de seis anos, mas internacionalmente, a sua candidatura á um segundo mandato foi condenada, enquanto no seu país há uma forte oposição à sua reeleição. Os Estados Unidos, a União Européia e um bloco de países americanos – o grupo de Lima, do qual o Brasil faz parte, se recusaram a reconhecer o resultado das eleições de maio do ano passado e disseram que não reconhecerão o novo mandato de Maduro.

“Nós não acreditamos em interferência. Nós acreditamos na coexistência pacífica. Vimos o que significa interferência no Oriente, nos diferentes países. Nós já declaramos esta área como uma zona de paz e deve ser possível mantê-la assim”, afirmou o chefe de Estado durante a coletiva de imprensa na terça-feira passada onde deu uma explicação sobre seu discurso de ano novo.

Foto: Arquivo LPM NEWS

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar