Polícia inicia campanha para tráfego seguro durante as férias escolares no Suriname

Polícia inicia campanha para tráfego seguro durante as férias escolares no Suriname

A campanha feita todos os anos pela polícia durante o período das férias visa aumentar a fiscalização nas estradas. 

De acordo com o Ministério da Justiça e Polícia do Suriname (Juspol), a campanha começou na quarta-feira, 15 de agosto e vai até o dia 15 de setembro.

A campanha foi anunciada pelo chefe interino da polícia, Roberto Prade, na sala de conferências do Corpo de Polícia do Suriname (KPS). Segundo a chefe do Departamento de Trânsito da KPS, superintendente Elisabeth Shepperd, o resultado esperado é que os motoristas sejam conscientizados sobre a importância do respeito ás leis de trânsito como proteção para evitar por exemplo, acidentes provocados por excesso de velocidade e condução sob efeito de álcool. Elisabeth disse que os veículos de duas rodas, como ciclomotores e ciclistas, além de pedestres, são os grupos mais vulneráveis ​​no trânsito e especialmente neste período de férias, uma atenção extra deve ser dada ao tráfego. “Muitas pessoas estão saindo para recreação fora da cidade e precisamos estar atentos para o comportamento dos motoristas nas estradas”, disse a chefe do Departamento de Trânsito da KPS.

Em comparação com 2017 no período de janeiro a julho, onze motoristas e dez passageiros morreram, enquanto que no mesmo período deste ano já morreram seis motoristas e dez passageiros. No que diz respeito aos motociclistas, 12 pessoas morreram no mesmo período do ano passado e oito em 2018. Nove pedestres foram mortos no primeiro semestre do ano passado e treze já foram registrados somente este ano.

O chefe interino da Polícia Roberto Prade, que falou em nome do ministro da Justiça e Polícia, disse que a situação no trânsito mudou drasticamente devido ao enorme aumento de veículos motorizados. “Estamos agora acima de 200.000, resultando em mais acidentes de trânsito e mais mortes” salientou Prade acrescentando que as principais causas para os acidentes fatais continuam sendo a condução em alta velocidade e direção sob a influência de álcool ou drogas.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar