Parlamentares querem explicações do governo sobre acordo com a ALCOA

Parlamentares querem explicações do governo sobre acordo com a ALCOA

A presidente da Assembléia Nacional do Suriname (DNA) Jennifer Geerlings-Simons apresentou um novo pedido ao governo pedindo informações sobre a Alcoa.

A Comissão de parlamentares que trata sobre o acordo com a Alcoa está trabalhando em audiências e a pedido do presidente da comissão Wendell Asadang, solicitou ao governo mais detalhes sobre o acordo que culminou com o encerramento das atividades da Suralco no Suriname, informou nesta segunda-feira, 9 de janeiro, a comissão parlamentar que acompanha o processo para que o governo assuma o controle da fábrica de alumínio no país.

O Parlamento aprovou várias resoluções sobre a questão Suralco / Alcoa como por exemplo, a carta de intenções que foi assinada e depois revogada pelo governo com a multinacional. A Alcoa anunciou em 3 de janeiro que a refinaria Suralco e a mina de bauxita no Suriname, finalmente seriam fechadas. A decisão veio depois que o negócio em Paranam ficou ocioso desde o ano passado.

A multinacional americana, no entanto, continuará a negociar com o governo para chegar a um acordo no sentido de manter a “indústria de bauxita” para o desenvolvimento do país.

O presidente do partido VHP, Chan Santokhi, no entanto, quer que o governo assuma a responsabilidade pública uma vez que o país não deve pagar para a Alcoa US $ 200 milhões pela hidrelétrica de Afobaka que legitimamente pertence ao Suriname.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar