O Corpo de Polícia Penitenciária (KPA) está promovendo um curso de formação para 61 diretores penitenciários.

O curso começou na segunda-feira, 5 de março e é o primeiro a ser organizado sob a gestão do novo chefe do Corpo de Polícia Penitenciária do Suriname, Regilio Blijd.

Anteriormente, todos os programas eram organizados sob a supervisão da gestão das diversas instituições, mas com a nomeação do novo chefe da KPA, os cursos de treinamento foram reformulados e receberam mais conteúdo. O curso está sendo coordenado pela pedagoga, Patricia Karsters.

Karsters salientou em entrevista ao Instituto Nacional de Informação (NII) que o curso de treinamento foi reformulado e sofreu alterações em várias disciplinas. Segundo Karsters, o formato geral de disciplinas do curso foi ajustado e o estágio que antes não era obrigatório, agora passou a ser. “Após uma  avaliação, tudo isso mudou e se tornou uma parte permanente do treinamento”, acrescentou a coordenadora do curso.

De acordo com a coordenação do curso, todas os candidatos que foram selecionadas para o treinamento são oficiais que atuam há vários anos no quadro de oficiais de primeira classe e precisam conhecer as competências associadas ao seu trabalho e todas as habilidades para trabalhar de forma confiável, disciplinada e precisa. “Após aprovação no curso de treinamento, os candidatos serão promovidas para o cargo de Diretor Penitenciário e passarão a ocupar uma posição de liderança.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar