Modelos usados como ‘mulas’ são presos em aeroporto por tráfico de drogas

Modelos usados como ‘mulas’ são presos em aeroporto por tráfico de drogas

Dois modelos foram presos com 5 kg de cocaína no aeroporto de Recife. A modelo, identificada apenas como Patrícia, estava com 2,8 kg da droga dentro da mala. Além do entorpecente, também foram apreendidos o cartão de embarque; uma quantia de € 850,00 (euros), o que equivale a R$ 3.570,00 e um aparelho celular.

Ao ser interrogada, Patrícia, que trabalha como modelo há sete anos, revelou que levaria a droga para Lisboa, em Portugal. À Polícia Federal (PF), ela contou que receberia uma quantia de R$ 8 mil como adiantamento de um trabalho que iria realizar na Europa.

A modelo também afirmou ter recebido mil euros, o que equivale a R$ 4.200,00 para custear as suas despesas com a viagem. Segundo ela, o próprio agenciador, de quem ela não deu detalhes, teria proposto todo o esquema.

Outro modelo, identificado apenas como Alison, também foi preso por agentes federais ao serem encontrados dois papelotes de cocaína dentro da mala. Junto com ele, também foram apreendidos um cartão de embarque e um celular.

Suspeito, que reside no Rio Grande do Norte, explicou à PF que só receberia pelo serviço de transporte da droga, que seria também levada para Lisboa, quando chegasse ao destino. Alison também recebeu mil euros, assim como Patrícia, para os custeios da viagem. O modelo contou que foi aliciado pelo seu agenciador, que não teve o nome revelado, para fazer o transporte da droga.

Segundo Alison, quando chegasse na Europa já teria uma proposta de emprego numa agência de modelo.

Patrícia e Alison foram encaminhados para a sede da Polícia Federal no Recife, localizado no Cais do Apolo. Os dois foram autuados pela prática de tráfico internacional de entorpecentes, onde a pena varia de 5 a 20 anos de prisão.

Prisão

  • Polícia apreende drogas em Marabá e Ananindeua

Patrícia foi levada para a Colônia Penal Feminina do Bom Pastor, na Iputinga, na Zona Oeste do Recife, onde ficará à disposição da Justiça Federal de Pernambuco. Já Alison foi conduzido para Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (COTEL), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Aliciamento

A Polícia Federal acredita que existam agentes de moda que estão aliciando jovens modelos a servir de ‘mulas’ –  transportadores de drogas – para o tráfico internacional de entorpecentes. Os modelos realizam essas ações sob a promessa de uma carreira promissora na Europa.

O número de mulheres presas, segundo a PF, é mais que o dobro de homens nesse tipo de ação.

(Com informações do Jornal do Commercio)

Fonte: G1

Comentar

Comentar