Ministro da Justiça e Polícia apresentou carta de demissão ao presidente Desi Bouterse

Ministro da Justiça e Polícia apresentou carta de demissão ao presidente Desi Bouterse

A informação foi divulgada nesta terça-feira (6) através de um comunicado de imprensa emitido pelo Instituto Nacional de Informações.

Eugene van der San

“Depois de uma breve conversa com o presidente, eu apresentei a minha demissão como ministro imediatamente”, disse o ministro da Justiça e Polícia, Eugene van der San nesta terça-feira, 6 de junho.

O presidente discutiu a questão no palácio presidencial com o vice-presidente Ashwin Adhin, a presidente da Assembléia Nacional (DNA) Jennifer Geerlings-Simons, o líder do NDP, Andre Misiekaba e o procurador-geral Roy Baidjnath Panday. O ministro foi repetidamente negativo em um noticiário com suas declarações “inapropriadas”. Van der San pretendia envolver o Exército Nacional na luta contra o crime e tentou estabelecer uma base legal para que os comerciantes chineses pudessem agir contra os criminosos e na segunda-feira (5), o copo transbordou quando o ministro expressou graves acusações contra Melvin Linscheer, conselheiro de segurança do presidente.

Jennifer van Dijk-Silos / Ex-Ministra da Justiça e Polícia do Suriname (Foto: Luiz Paulo)

No dia 31 de março, Eugene Van der San foi empossado pelo presidente Desi Bouterse como ministro da Justiça e Polícia ocupando a vaga deixada pela ex-ministra Jennifer van Dijk Silos, que também teve problemas com lideranças internas e foi obrigada a deixar o cargo.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar