Ministério da Saúde investiga novo surto de sarampo no Pará

Ministério da Saúde investiga novo surto de sarampo no Pará

O Ministério da Saúde voltou a registrar o surgimento de sarampo, depois de ficar mais de dois meses sem confirmar novos casos da doença. A investigação é no município de Prainha, no Pará – que pode colocar mais uma vez em risco o certificado de eliminação do vírus em território nacional que o Brasil obteve da Organização Pan Americana de Saúde (Opas), divisão da Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2016.

Em reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), realizada nesta quinta-feira (14), o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta propôs um novo acordo sobre vacinação para aumentar a cobertura vacinal e ampliar a imunização contra doenças que já haviam sido eliminadas ou erradicadas anteriormente.

Segundo o ministério, os estados da Amazonas, Roraima e Pará estão com transmissão ativa do vírus por registrarem casos confirmados recentes. No Amazonas a última confirmação foi em 29 de novembro de 2018, e em Roraima, em 3 de dezembro de 2018. Já no Pará, os últimos casos tinham sido confirmados em 26 de novembro de 2018.

O ministério afirma que em 2019, até o momento, foram confirmados três casos laboratorialmente no município de Prainha, no Pará.

De acordo com o ministério, até o momento em 2019 três casos foram confirmados laboratorialmente no município de Prainha, no Pará. Desde o dia 4 deste mês uma equipe da pasta especializada em investigação de surtos está no Pará investigando em detalhes o surto para identificar a cadeia de transmissão do vírus, verificando os deslocamentos e contatos com pessoas de outras regiões.

O que é sarampo?

O sarampo é uma doença infecto-contagiosa causada por um vírus chamado Morbillivirus. A enfermidade é uma das principais responsáveis pela mortalidade infantil em países sub-desenvolvidos. Seus sintomas incluem febre e manchas no corpo, e o tratamento é feito para atenuar estes sintomas. Confira tudo sobre a doença aqui!

Fonte: Minha Vida

Comentar

Comentar