Marido de morta após procedimento estético diz que mulher que fez aplicação ofereceu dinheiro a ele

Marido de morta após procedimento estético diz que mulher que fez aplicação ofereceu dinheiro a ele

Alex Fernando postou um vídeo dizendo que mulher que realizou aplicação ofereceu R$ 1 milhão para ele ficar calado. ‘Ela está me oferecendo tudo pedindo para não falar’, disse.

Em um vídeo postado na internet, o marido da microempresária que morreu dias após fazer um procedimento estético diz que a pessoa que aplicou o produto tentou suborná-lo.

“A mulher que fez me liga chorando pedindo para não falar que foi ela que fez e que vai me ajudar de qualquer forma. Ela vai me dar R$ 1 milhão hoje. Se eu devolver esse R$ 1 milhão para ter a Fernanda de volta, eu fico pobre de novo sem a Fernanda, mas não é dinheiro. Ela está me oferecendo tudo pedindo para não falar. Vocês não têm noção”, diz Alex Fernando.

A microempresária Fernanda de Assis morreu, na tarde de sábado (13), após dar entrada no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Fernanda chegou ao local, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, com “lesões no glúteo”.

Fernanda é a quinta mulher a morrer, supostamente por procedimentos estéticos, desde agosto deste ano. Quatro profissionais chegaram a ser presos.

De acordo com parentes, a microempresária foi até uma clínica na semana passada para aplicar um produto que aumenta o bumbum.

O vídeo foi publicado por Alex Fernando na noite deste domingo (14), ao se reunir no bairro onde eles moravam com amigos e um pastor.

Na ocasião, ele afirmou que Fernanda de Assis morreu por “insuficiência respiratória e embolia pulmonar”.

“Alguém acha que ela tinha necessidade de mexer no corpo? Na semana passada, ela esperou eu sair de casa e fez. Eu era contra. Na sexta-feira, acordou passando mal e fomos para o hospital. Só de olhar para ela, o médico internou”, desabafou diante dos vizinhos.

A polícia investiga se a causa da morte e as lesões foram ocasionadas pelo procedimento estético. Os policiais buscam ainda identificar a responsável pela cirurgia.

No vídeo publicado nas redes sociais, o marido de Fernanda disse que era contra o procedimento e fez um apelo. “Vocês, mulheres, que têm essa certa vaidade: gente, tem um preço a ser pago. A Fernanda pagou com a vida”, alertou.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que, ao dar entrada no Albert Schweitzer, Fernanda também apresentava dificuldades para respirar.

De acordo com a polícia, a família de Fernanda ainda não registrou a ocorrência. No entanto, os agentes já começaram a investigar o caso. Eles também fizeram buscas na clínica onde Fernanda passou pelo procedimento.

Casos recentes

Outro caso de procedimento estético que chamou atenção foi o da bancária Lilian Calixto, de 46 anos. Ela saiu de Cuiabá, no Mato Grosso, onde morava, para realizar um procedimento nos glúteos com o médico Denis Furtado, conhecido como Dr. Bumbum.

O procedimento de Lilian foi realizado no apartamento do médico. A bancária morreu horas depois. Ele e a mãe foram presos e viraram réuspor homicídio qualificado.

Fonte: G1

Comentar

Comentar