Manifestantes voltarão a protestar nesta terça-feira em Paramaribo

Manifestantes voltarão a protestar nesta terça-feira em Paramaribo

A ação liderada pelos sindicatos dos professores, trabalhadores e empresas decidiram continuar protestando uma vez que o governo não responde aos anseios da sociedade.

Em reunião com todas as lideranças envolvidas na ação, foi decidido que o encontro dos manifestantes não ficará mais concentrado somente na Praça da Igreja, mas em outros locais da cidade.

Robby Berenstein, presidente do C-47, durante a conferência de imprensa no último sábado (15), disse que não existe anarquia nos protestos realizados até agora e que as manifestações são pacíficas. Armand Zunder, presidente da Organização dos Trabalhadores Progressistas e Wilgo Valies, líder da União de Professores e da Aliança de Professores do Suriname, disseram que a insatisfação está aumentando porque o governo não responde aos sinais da sociedade.

“Desde que o governo não está escutando, é necessário prosseguir com a ação”, afirmou Robby Berenstein, presidente do C-47 que informou que está sendo planejada uma ação de quatro dias consecutivos durante a noite para a próxima semana. Berenstein acredita que as ações realizadas durante os três dias foram bem sucedidas.

Berenstein salientou que a sociedade está insatisfeita e o número crescente de pessoas que estão aderindo aos protestos se deve ao fato de que o governo não tem dado absolutamente nenhuma importância ás reivindicações da sociedade que reclama seus direitos.

“O aumento do preço dos combustíveis não foi revertido até agora e o empobrecimento da população continua. Não vamos parar até que o governo entenda que é necessário respeitar os direitos dos cidadãos que elegeram um presidente para governar o povo e não para os seus próprios interesses”, desabafou o presidente do Sindicato C-47 durante a conferência de imprensa no último sábado.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar