Mãe é presa após jogar recém-nascida do 6º andar em fosso de lixo

Mãe é presa após jogar recém-nascida do 6º andar em fosso de lixo

Uma recém-nascida foi encontrada morta dentro de uma lixeira após ter sido jogada do 6º andar de um prédio por meio de um fosso para despejo de lixo. O crime ocorreu na manhã de quinta-feira (26), na cidade de Santos, em São Paulo, e os pais do bebê foram detidos na noite do mesmo dia. Apenas a mãe permanece detida.

O corpo da recém-nascida foi achado por um catador de latinhas que revirava o lixo em frente a um prédio de classe média em um dos bairros mais tradicionais de Santos. O catador acionou a Polícia Militar, que cercou o local.

Os laudos do Instituto Médico Legal (IML) determinaram que causa da morte da recém-nascida foi traumatismo craniano, decorrente da queda. Antes, no entanto, o bebê também foi vítima de asfixia mecânica.

De acordo com a polícia, o crime teria ocorrido em um dos banheiros do apartamento onde o casal morava há cerca de três anos, depois de terem se mudado do interior do estado.

Os pais da criança foram identificados como Ana Carolina Moraes da Silva e Guilherme Bronhara Martinez, ambos de 29 anos. Eles eram ex-companheiros, mas ainda moravam juntos.

Guilherme é comerciante,e a polícia chegou até ele após encontrar um recibo de compra ter sido dentro do saco onde a criança estava. O papel acusava a compra de fraldas descartáveis em uma farmácia. Lá, câmeras e monitoramento auxiliaram na identificação do homem, que morava nas proximidades do local.

A mãe foi presa preventivamente pelo crime de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. O pai chegou a ser preso, mas foi liberado, decisão que foi acompanhada pelo Ministério Público. Ele foi indiciado por favorecimento pessoal.

(Com informações do portal A Tribuna)

Comentar

Comentar