Importadores explicam porque está faltando cebola e batata nos supermercados do Suriname

Importadores explicam porque está faltando cebola e batata nos supermercados do Suriname

Consumidores estão reclamando da pouca oferta e da má qualidade destes produtos nos supermercados.

“Não há com que se preocupar, pois logo o estoque destes produtos estará normalizado”, explicou o representante da Associação de Importadores e Atacadistas do Suriname nesta quarta-feira, 4 de julho.

Segundo os grandes importadores, a escassez de batatas e cebolas, que persiste há mais de uma semana, ainda vai durar por cerca de um mês. De acordo com os atacadistas de gêneros alimentícios que fazem a distribuição para os supermercados e feiras, todos os anos nesta época o fenômeno se repete pelo fato de ser o final da temporada para esses dois produtos que chegam no Suriname com uma grande parte da carga estragada.

“Como não há como receber o reembolso pelo prejuízo, os importadores preferem esperar até que termine essa fase que vai durar ainda por cerca de um mês”, explicou o dono de um grande supermercado em Paramaribo.

A oferta reduzida também torna mais cara a compra de cebolas e batatas. O resultado é um preço mais alto nas prateleiras. Um quilo de cebola que estava sendo vendido por SRD 3,50 agora é encontrado por SRD 4 devido a falta do produto.

Comerciantes explicam que a nova temporada começa no final deste mês. Em breve, os produtos de boa qualidade estarão novamente disponíveis nos supermercados e feiras e em maiores quantidades.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar