Guiana Francesa se manifesta sobre relação diplomática com o Suriname

Guiana Francesa se manifesta sobre relação diplomática com o Suriname

Por meio de um comunicado, a Guiana Francesa informou que os protestos que estão ocorrendo no país não irão atrapalhar a boa relação com o Suriname. 

O documento assinado pelo executivo-chefe da Guiana Francesa, Rodolphe Alexandre, na manhã desta terça-feira, 18 de abril, visa reverter a impressão negativa deixada pelos grevistas em relação aos cidadãos surinameses.

“Venho por este meio tranquilizar meus irmãos no Suriname e reafirmar que os protestos na Guiana Francesa em nada indicam o desejo de quebrar a boa cooperação estabelecida com o Suriname”, disse Rodolphe Alexandre, que também é presidente do Collectivité Territorial Guyane (CTG).

As ações na Guiana Francesa completaram um mês e o presidente do CTG salientou que apóia este movimento popular histórico dizendo que as demandas da coletividade, enviadas pelos representantes eleitos e a população para o governo francês, são todas legítimas.

“A Guiana sofre com a falta de ação efetiva da França. O país tem um crescimento exponencial da população e da miséria crescente”, explicou Alexandre. Conforme explica Alexandre em seu comunicado, o setor de serviços de saúde são inadequados e o sistema educacional está sendo mal administrado. A criminalidade vem crescendo assustadoramente acompanhada pelo desenvolvimento econômico decrescente e estas são as principais áreas que estão em total estado de abandono na Guiana Francesa.

O executivo-chefe da Guiana Francesa termina dizendo que a população francesa decidiu levantar-se para reclamar os seus direitos. Isso sem determinar com antecedência a data ou duração de suas ações.

Foto: topsy.one

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar