Empresários de Paramaribo reclamam das novas taxas cobradas para importação e exportação

Empresários de Paramaribo reclamam das novas taxas cobradas para importação e exportação

Os empresários foram surpreendidos nesta quarta-feira (1) com as novas taxas cobradas no porto Jules Sedney, em Paramaribo.

Houve muita reclamação por parte dos importadores e exportadores com o anúncio por escrito por parte dos operadores de terminais sobre as novas tarifas.
De acordo com documento por escrito entregue aos empresários, as novas tarifas foram determinadas em consulta com a Autoridade Portuária e o Departamento de Alfândega devido aos custos de verificação que os contêineres estão passando.

Um empresário disse que a movimentação de contêineres no porto caiu fortemente devido o alto preço das taxas cobradas. “Agora, estamos tentando ganhar mais dinheiro de outra forma e as novas taxas tornarão as mercadorias ainda mais caras para o consumidor final”, afirmou um dos empresários que protestavam contra as novas tarifas no porto.

Para inspeção e verificação obrigatórias, a nova taxa cobrada é de US$ 200,00 por contêiner que devem ser pagos no operador do terminal (verificação de manifesto de importação e exportação). Para inspeção e controle de documentos de importação), a nova taxa passa a ser de US$ 150,00 que deve ser pago para a empresa de frete.

Na instrução do governo, o controle da importação e exportação de mercadorias foi aumentado. Isso significa que todos os documentos e cargas recebidos são verificados 100% quanto à precisão e legitimidade dos documentos apresentados.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar