EBS é vitima de ataque nas redes sociais

EBS é vitima de ataque nas redes sociais

De acordo com um comunicado de imprensa emitido nesta segunda-feira (5), funcionários da Empresa de Energia Elétrica do Suriname (EBS) foram vítimas de calúnia e difamação no Facebook. 

A empresa e os funcionários procuraram a polícia para tomar providências contra os envolvidos no ataque que fere não só a honra dos funcionários, mas também atinge a imagem da EBS.

A empresa estatal através do comunicado de imprensa, lamenta o fato ocorrido esta semana em que funcionários da empresa “Consulting Partners” (CP) que foram contratados pela EBS para realizar um trabalho de campo foram criminalizados no Facebook. A EBS publicou através do Facebook os nomes e as fotos de 25 estudantes que foram contratados através de uma empresa terceirizada para realizam medições na rede elétrica em nome da empresa e para evitar a ação de criminosos que se disfarçam de funcionários da EBS para entrar nas residências com o intuito de cometer assaltos, a EBS publicou na sua página no Facebook os nomes e as fotos dos estudantes contratados. Logo após a publicação da EBS, pessoas mal-intencionadas copiaram as fotos desses funcionários e publicaram no Facebook dizendo que se tratava de criminosos que fugiram do presídio de Santo Boma.

A EBS esclarece que os trabalhadores de campo são estudantes que foram selecionados com base em critérios rígidos para participar deste projeto que é realizado por jovens fora do horário escolar, a fim de ajudar estes estudantes a obter um dinheiro extra de forma justa. A EBS alerta que difamar pessoas inocentes nas redes sociais é crime de difamação e calúnia e os envolvidos terão que responder perante a lei por esse ato criminoso.

A empresa estatal de energia elétrica do Suriname, informa que todos os trabalhadores de campo contratados pela companhia são obrigados a se identificar por meio de uniforme e crachá que traz o logotipos da EBS onde os clientes podem ler o primeiro e o segundo nome do funcionário e o número de identidade. Se o cliente da EBS ainda tiver dúvidas, pode ligar no telefone 24 horas do Centro de Contatos com o Cliente número 175.

A EBS espera uma resposta rápida para este caso que está sendo investigado pelo Departamento de Polícia de Repressão aos Crimes Cibernéticos de Paramaribo.

Foto: KPS

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar