Criminosos chineses presos no Suriname foram soltos por ordem da justiça

Criminosos chineses presos no Suriname foram soltos por ordem da justiça

Informações divulgadas nesta terça-feira (15) dão conta de que a gangue chinesa, após ser solta pela justiça, desapareceu do Suriname.

Os cinco homens de origem chinesa pintados de preto que foram presos pela polícia em setembro de 2017, provavelmente fugiram do Suriname.

Veja a reportagem do jornal LPM NEWS.

O caso da prisão dos chineses que usavam roupas pretas, rosto e mãos também pintados de preto e mascaras repercutiu em todo o país. A investigação policial revelou que o quinteto tinha planos para sequestrar e extorquir dinheiro de um empresário cujo nome não foi revelado pela polícia. Os chineses compareceram ao tribunal algumas vezes, mas devido à falta de um intérprete, o processo que apurava as acusações contra eles não teve progresso.

Os tradutores não prestaram serviços ao governo porque não haviam sido pagos e como resultado, o juiz determinou que os homens deveriam ter um intérprete até 30 de agosto de 2018, o mais tardar. Como isso não aconteceu, a detenção preventiva teve que ser suspensa em 1º de setembro e os homens foram colocados em liberdade. A gangue teria que comparecer em mais uma audiência com a juíza Cynthia Valstein Montnor na segunda-feira (14), mas não havia nenhum sinal dos homens.

A polícia suspeita que a gangue foi especialmente trazida da China, mas enquanto se preparavam para atacar, foram surpreendidos e presos pela polícia. Os cinco chineses estavam no momento da prisão no terraço do Garden Hotel no Shopping Maretraite Mall.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar