Condenada por matar amante em motel ganha concurso de beleza na prisão

Condenada por matar amante em motel ganha concurso de beleza na prisão

Verônica Verone de Paiva, também conhecida como “Loura Fatal”, está presa há sete anos por ter matado o amante e, nesta terça-feira (04), foi a grande vencedora de um concurso de beleza realizado na Penitenciária Talavera Bruce, no Completo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio. A jovem de 25 anos disputou o “Miss Talavera Bruce” junto com outras nove presas e foi escolhida como a mulher mais bonita da prisão. 

Durante o desfile, as candidatas usaram dois modelos de roupa: um despojado e outro de gala. Em seu primeiro traje, Verônica usou uma saia colorida, blusa branca, chapéu e chinelos. Já no look de gala, a loira apareceu usando um vestido longo preto e dourado, e uma sandália preta alta. As detentas foram avaliadas por dez jurados, a maioria funcionários da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), responsável pela promoção do concurso.

“Estou com o coração acelerado e muito feliz. Realmente não esperava. Cheguei aqui (na cadeia) rebelde e agora estou aqui porque me comportei. Me preparei muito para esse dia. Treinei muito”, disse a loira, após o resultado do concurso.

Essa foi a 13ª edição do concurso e, para participar da competição, as presas precisam ter bom comportamento na cadeia. Na edição do ano passado, Verônica não competiu, pois não apresentou bom comportamento. A ficha disciplinar da jovem mostrava oito faltas graves cometidas na prisão.

De acordo com os organizadores, a competição tem o objetivo de ressocializar e resgatar a autoestima das presas. Entre os quesitos avaliados estavam a beleza, elegância e simpatia.

O prêmio para a vencedora foi um ventilador; a segunda colocada, Mariana Santos, recebeu um secador de cabelo e a terceira, Michele Neri, uma prancha para alisar o cabelo. Verônica comemorou o prêmio.

“Isso (o ventilador) aqui dentro é muito útil. É calor demais”, finalizou.

(Com informações do Extra)

Comentar

Comentar