Como ‘Jenifer’ nasceu de piada entre amigos, superou rejeição e virou hit do verão

Como ‘Jenifer’ nasceu de piada entre amigos, superou rejeição e virou hit do verão

“Jenifer” tem uma trajetória de superação. Primeiro, os pais hesitaram sobre seu nascimento. Depois, um homem assumiu compromisso e a abandonou. Ela ainda enfrentou dúvida de gente experiente até ganhar o Brasil.

Clipe oficial abaixo:

Na quarta-feira (9), a música irreverente desbancou o comportado pagonejo “Atrasadinha” no topo do Spotify no Brasil. “Jenifer” também já é líder no YouTube, onde acumula 67 milhões de views. É o primeiro nº 1 nacional de Gabriel Diniz, cantor de forró com um quê de humorista.

“É uma música diferente. É minha cara: alegre, ousada, irreverente. Eu sei que brasileiro gosta da fuleiragem, da cachorrada. É a cara do Brasil: a resenha, a brincadeira, o bom humor. Eu sabia que ia ser estouro”, diz o cantor Gabriel Diniz.

Mas o caminho para o estouro foi acidentado. A ideia quase não vingou entre seus 8 compositores, que buscavam músicas diferentes. Depois, Gusttavo Lima assinou contrato para gravar e desistiu. Gabriel Diniz assumiu a tarefa mesmo com a desconfiança da própria equipe…

A casa dos oito pais

Não era nada sério mesmo. O refrão sobre a tal Jenifer do Tinder, difícil de desgrudar da cabeça, veio de uma brincadeira de amigos. A diferença é que era um grupo de compositores de Goiânia, que soube transformar o papo em hit. “Jenifer” foi feita por oito compositores.

Comentar

Comentar