Brasileiros se unem aos protestos na Guiana Francesa

Brasileiros se unem aos protestos na Guiana Francesa

Centenas de guianenses fazem desde o início da tarde da última segunda-feira, 27 de março, uma grande manifestação na cidade de Saint Georges, na fronteira francesa com o Brasil.

Brasileiros que residem na Guiana Francesa também se juntaram ao movimento dos 500 Irmãos.

Na semana passada, o movimento deflagrou greve geral em toda a Guiana Francesa num protesto por mais investimentos em segurança pública e educação.

Brasileiros em protestos na Guiana Francesa 2

Jonailde e Rosane: brasileiros têm que apoiar (Foto: Selesnafes)

“Nós que moramos aqui temos que participar. Os brasileiros que vieram estudar e trabalhar tem que apoiar, não importa a nacionalidade”, disse durante o protesto uma brasileira que mora na Guiana e se identificou apenas como Rosane.

“Nós formamos a Guiana. Esse movimento é pra nossa segurança, para nossos filhos”, acrescentou a amiga Jonailde, que também preferiu se identificar apenas pelo primeiro nome.

A marcha dos 500 Irmãos, movimento popular que lidera os protestos em todo o departamento francês, começou por volta do meio-dia, e até às 18:30 hs ainda continuava ocorrendo nas ruas de Saint Georges, que fica de frente para a cidade de Oiapoque. As duas comunidades são separadas pelo Rio Oiapoque.

“Vamos continuar até que o governo francês mande o primeiro ministro”, avisou Jean Benoá, líder dos 500 Irmãos em Saint Georges.

Fonte/Foto: Selesnafes

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar