Brasileira teve prisão decretada por matar namorado holandês

Brasileira teve prisão decretada por matar namorado holandês

A brasileira confessou o crime em audiência realizada na segunda-feira (18), em Votorantim (SP).

Johannes Bernardus Reinard, de 73 anos, foi encontrado morto em uma estrada de Votorantim (SP), no dia 21 de outubro do ano passado.

Simone Aquino, de 51 anos de idade, confessou o crime em audiência realizada em Votorantim (SP). A vítima foi encontrada com marcas de sete facadas e degolada na estrada da Macumba. Um representante da embaixada holandesa também esteve na audiência, que durou duas horas e meia, e irá reportar para a família de Johannes na Holanda o andamento do processo.

Segundo Simone, a vítima tinha a intenção de reatar um antigo relacionamento, decisão que não a agradou. A brasileira também confessou que dopou a vítima com remédios antes de matá-lo.

A brasileira confessou que no dia do crime a vítima havia bebido muito e ela deu um calmante para o namorado que ficou drogado e começou a dizer que iria deixá-la. Foi quando a mulher decidiu colocar em prática o plano para tirar a vida do holandês levando-o para uma estrada deserta. “Tirei do carro e passei a faca no pescoço. Ele não sentiu nada, estava dormindo. Eu estava decidida, porque ele prometeu que a gente ia ser feliz. Então, coloquei uma toalha no rosto e dei as facadas. Eu o beijei, pedi desculpa e fui embora. Não era o que eu queria fazer”, afirmou Simone na presença do juiz aparentando uma certa frieza.

Simone de Aquino, presa desde o dia 7 de novembro, foi indiciada por homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e sem possibilidade de defesa da vítima. O promotor de justiça encarregado do caso disse que a mulher deve ir a júri popular ainda este ano.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar