Brasileira que perdeu um braço e uma perna processa metrô dos EUA: ‘Viraram as costas para a segurança’

Brasileira que perdeu um braço e uma perna processa metrô dos EUA: ‘Viraram as costas para a segurança’

Vítima desmaiou em estação de Nova Iorque e caiu nos trilhos

A brasileira Luísa Harger, que perdeu um braço e uma perna ao sofrer um grave acidente no metrô de Nova Iorque, processou autoridades americanas por negligência com relações à segurança no transporte público

A garota, de 21 anos, disse que os funcionários de trânsito de Nova Iorque a Autoridade de Transporte Metropolitano “viraram as costas para a segurança” no caso dela depois de quase um ano do acidente

Luísa visitava a o namorado dela em agosto do ano passado quando ela desmaiou na plataforma, por volta das 19h, e caiu nos trilhos

Segundo o jornal New York Post, um trem chegava à plataforma no momento que Luísa caiu, causando ferimentos graves em um dos braços e uma das pernas dela

O namorado de Luísa, o inglês George Brown, ficou ao lado dela após o acidente e acompanhou todo o tratamento dela nos 24 dias que ela ficou internada no hospital

De acordo com a brasileira, as estações de metrô deveriam ter regras mais rígidas para segurança e se houvesse barreiras, ela não teria caído nos trilhos

No ano passado, 48 pessoas foram mortas depois de terem sido atropeladas por trens em Nova Iorque. Segundo as autoridades, a instalação de grades de segurança em todas as estações custaria cerca de 1 bilhão de dólares (R$ 3,1 bilhões) para o sistema de transporte. Mas o investimento não poderia ser feito porque ele estaria sofrendo com atrasos no repasse de verbas.

Fonte: R7

Comentar

Comentar