Brasileira é morta por engano pela Polícia de Lisboa

Brasileira é morta por engano pela Polícia de Lisboa

Carro em que Ivanice Carvalho da Costa estava foi confundido com veículo de criminosos, informou o jornal Correio da Manhã

Uma brasileira de 36 anos foi morta na madrugada da quinta-feira por engano pela Polícia de Segurança Pública (PSP) em Lisboa. O carro em que a mulher, identificada como Ivanice Carvalho da Costa, estava com o namorado foi confundido pelos policias, que iniciaram uma perseguição. Segundo o jornal português Correio da Manhã, o namorado de Ivanice não tinha carteira de motorista e desobedeceu à ordem dos agentes para parar.

A PSP procurava um veículo Seat Leon preto usado por criminosos para fugir após o roubo de caixa eletrônico e com o qual havia trocado tiros um pouco antes. Ivanice, que estava em um Renault Mégane da mesma cor, foi atingida por um tiro no pescoço depois de a polícia disparar mais de 40 vezes contra o carro. De acordo com os oficiais, o namorado da brasileira teria tentado atropelar os policiais durante a fuga, informou o Correio.

Ivanice havia pegado carona com o namorado até o Aeroporto de Lisboa, onde trabalhava em um restaurante, e a abordagem policial aconteceu ainda próximo de sua casa. Há dois anos no país, ela não tinha família em Portugal. De acordo com o jornal Diário de Notícias, o namorado, de cerca de 40 anos e que não teve a identidade revelada, é também brasileiro e foi preso por “condução sem habilitação legal, desobediência ao sinal de paragem e por condução perigosa”.

Os três assaltantes do caixa eletrônico fugiram.

Fonte: G1

Comentar

Comentar