Bolsonaro lidera com 31%, Haddad, 24%, Alckmin, 11% e Ciro, 9%, aponta pesquisa da FSB/BTG Pactual

Bolsonaro lidera com 31%, Haddad, 24%, Alckmin, 11% e Ciro, 9%, aponta pesquisa da FSB/BTG Pactual

Em segundo turno, candidato do PSL empata tecnicamente com Haddad, Ciro e Alckmin

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida pela Presidência da República com 31% das intenções de voto. Fernando Haddad (PT), aparece em segundo, com 24%. Geraldo Alckmin (PSDB) cresceu para 11%, passando Ciro Gomes (PDT), com 9% das intenções. João Amoedo (Novo) e Marina Silva (Rede) somam 5% e 4% dos votos, respectivamente.

Os dados são da última pesquisa FSB/BTG Pactual, divulgadas na manhã desta segunda-feira (1). O levantamento foi realizado por telefone entre os dias 29 e 30 de setembro com dois mil eleitores e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Em comparação ao último levantamento, Bolsonaro aparece com queda de 2%. Já Haddad apresentou avanço de 1% no mesmo período. As intenções de Ciro caíram 1%, assim como as de Marina Silva. Alckmin apresentou melhora de 3% em comparação à pesquisa anterior.

Segundo turno

Bolsonaro aparece empatado tecnicamente em uma eventual disputa  no segundo turno contra Haddad, Ciro e Alckmin. O pedetista aparece numericamente na frente, com 45% das intenções, contra 41% de Bolsonaro. Na semana passada, 43% votavam no candidato do PDT e 41% em Bolsonaro.

Contra Haddad, o candidato do PSL soma 43% dos votos, enquanto o petista tem 42%. Na última semana, a diferença era maior, com 40% afirmando escolher o capitão da reserva, enquanto 40% afirmavam votar no candidato do PT.

Já na eventual disputa com Alckmin, Bolsonaro mantém 41% dos votos, enquanto o ex-governador de São Paulo soma 42%. Há duas semanas, Bolsonaro tinha 43%, contra 36% do tucano.

A maior diferença é contra Marina Silva. Bolsonaro desceu de 45% para 44%, e a candidata da Rede subiu de 36% para 39%. Duas semanas atrás, ele tinha 48% e ela possuía 33% das intenções de voto.

Fonte: Terra

Comentar

Comentar