Argentina e Rússia devem assinar acordo de parceria para energia nuclear, diz embaixador

Argentina e Rússia devem assinar acordo de parceria para energia nuclear, diz embaixador

Representante de Moscou citou a possibilidade da construção de uma usina grande com projeto e financiamento russos. Putin vai a Buenos Aires para reunião do G20.

A Argentina e a Rússia planejam assinar um acordo sobre uma parceria estratégica na esfera da geração de energia nuclear durante a visita do presidente russo Vladimir Putin a Buenos Aires, disse o embaixador da Rússia em Buenos Aires, Dmitry Feoktistov, segundo a agência Tass.

“Um acordo sobre parceria estratégica na esfera nuclear está entre os documentos a serem assinados”, disse o embaixador a repórteres russos.

Feoktistov afirmou que o documento mencionaria “várias áreas de cooperação neste domínio”, incluindo “a possível construção de uma grande usina nuclear (NPP), projetada pela Rússia”.

“A Rússia está pronta para trazer um projeto pronto e seu próprio financiamento para a Argentina”, disse o diplomata russo. “Podemos construir uma usina desse tipo, operá-la e vender eletricidade a parceiros argentinos a um determinado preço fixo”.

Os países também discutem um projeto para construir uma NPP menos potente e a possibilidade de construção conjunta ou venda de uma NPP flutuante, informa a Tass.

“Além desse documento-quadro, um roteiro de cooperação na área também está sendo discutido, mas parece que nossos parceiros argentinos não tiveram tempo suficiente para coordená-lo”, disse Feoktistov, acrescentando que “o documento provavelmente mencionaria projetos específicos”. “

O presidente russo, Vladimir Putin, participará da cúpula do G20 em Buenos Aires entre 30 de novembro e 1º de dezembro. Em 1º de dezembro, o líder russo se encontrará com seu colega argentino, Mauricio Macri.

Em 2014, Vladimir Putin já havia assinado com a então presidente argentina Cristina Kirchner um acordo de cooperação para uso pacífico de energia nuclear.

Fonte: G1

Comentar

Comentar