Acordo intensifica patrulhamento na fronteira da Guiana Francesa com o Suriname

Acordo intensifica patrulhamento na fronteira da Guiana Francesa com o Suriname

O tratado entre os dois países vizinhos foi aprovado na Assembléia Nacional (DNA) na terça-feira, 24 de outubro.

Na prática o tratado vai permitir que a polícia da Guiana Francesa e a polícia do Suriname realizem patrulhas conjuntas dos dois lados do rio Marowijne.

A votação do acordo de ratificação, no qual as condições de implementação do tratado foram tratados, foi apertado com um total de 38 votos. O Grupo ABOP não concordou com algumas condições do tratado e em última análise, decidiu abster-se de votar.

Assinaturas de vários membros da Assembléia Nacional devem ser cumpridas como protocolo de implementação que deve ser feito antes da entrada em vigor do tratado. Além disso, a autoridade tradicional e a população ao longo da fronteira da Guiana Francesa devem estar bem informadas sobre o tratado onde a Assembléia Nacional apoia uma ampla cooperação com o país vizinho.

Através da cooperação policial na fronteira entre os dois países, o crime transfronteiriço pode ser melhor abordado e através das patrulhas conjuntas haverá uma fiscalização intensificada na área facilitando o controle de imigrantes ilegais e a prisão de criminosos.

André Misiekaba – NDP (Foto: Luiz Paulo)

As condições prévias, como treinamento e conhecimento dos sistemas legais de ambos os países estão incluídas no tratado. O presidente do comitê de relatores, André Misiekaba, disse que a aprovação do tratado trará preocupações apenas para os imigrantes ilegais e criminosos que usam a região de fronteira para cometer crimes tornando a área de fronteira insegura.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar