3 dicas para uma legítima picanha de churrasco

3 dicas para uma legítima picanha de churrasco

Final do ano está chegando. Tempo de festas, confraternização com amigos, familiares e colegas de trabalho.

Para muitos desses momentos, a escolha preferida do brasileiro é reunir a galera para um típico churrasco. Preparar a carne, porém, nem sempre é uma tarefa fácil. Muitas vezes, ela passa do ponto, fica dura e sem sabor.

Para não correr esse risco, Ailton Silva, churrasqueiro cadastrado no GetNinjas, maior plataforma de contratação de serviços do Brasil, separou três dicas para fazer uma picanha digna de elogios. Confira:

1 – Atenção na compra:

Não compre a picanha em qualquer lugar; casas especializadas possuem as melhores peças. “A picanha tem de estar com uma gordura grossa e branca. Isso significa que o animal teve uma vida sadia. Além disso, ela pesa no máximo 1,2 km. Acima disso é coxão mole ou outra carne”, explica Ailton.

2 – Cuidado na hora do corte:

A picanha não pode ser cortada de qualquer forma. Ailton explica que é preciso cortá-la no sentido contrário das fibras. “Não adianta comprar uma carne cara se não souber destrinchá-la corretamente, ela não ficará flexível e saborosa”, diz. Após o corte, é hora de salgar bastante as peças, pois isso as protegerá, mantendo a temperatura ideal para assá-las.

3 – Forma correta de assar:

“O tempo ideal para assar a carne é de 5 a 10 minutos cada lado da peça com o braseiro a uma distância de 25 cm das chamas. A base tem que estar em uma temperatura de 300ºC”, finaliza Ailton.

(Com informações de divulgação)

Comentar

Comentar