2017 foi marcado pela maior apreensão de cocaína no Suriname

2017 foi marcado pela maior apreensão de cocaína no Suriname

De acordo com informações da polícia, uma apreensão recorde de cocaína foi realizada no ano passado pelas autoridades.

O relatório anual da Força de Polícia do Suriname emitido neste sábado (6) mostrou que em comparação aos anos anteriores 2017 ficou marcado como o ano em que aconteceu a maior apreensão de drogas no país.

Graças às grandes cargas de entorpecentes encontradas no ano passado no porto Dr. Jules Sedney Haven, em Paramaribo, houve uma apreensão recorde de 3115 quilos de cocaína no ano passado. “Em 2016, o recorde foi de apenas 344 quilos enquanto que, em 2017 interceptamos mais de 3 mil quilos de cocaína” informou a polícia.

Guno Roosenhoff – Comissário de Polícia do Suriname (Foto: Luiz Paulo)

“Tanto quanto eu sei, nunca foi confiscada tanta cocaína em um ano”, disse o comissário de polícia Guno Roosenhoff. Foram feitas três grandes apreensões somente no ano passado. A maior foi de 1.750 quilos seguido pela segunda de 970 quilos e depois mais 395 quilos totalizando 3.115 quilos de cocaína que sairiam do Suriname através do porto em Paramaribo. O comissário Roosenhof disse ainda que a maior parte da droga foi descoberta e apreendida por meio de denúncias anônimas que chegaram aos ouvidos da polícia e as demais foram descobertas através do trabalho da Brigada de Combate ao Trafico Internacional de Drogas (BID) que tem alcançado bons resultados na luta contra o tráfico de drogas.

“Em 2017, 558 comprimidos de XTC foram interceptados em comparação com 6.115 no ano anterior. Nos últimos dois anos, quase toda a maconha interceptada foi de 70 quilos (2017) e de 4 a 6 quilos de haxixe no mesmo ano. Nenhuma heroína foi apreendida”, informou o relatório anual da polícia para apreensão de drogas no Suriname.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar